Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Prémio de desconsolação

por Henrique Monteiro, em 22.10.14

premio1.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Anos de Cartoons

2008 | 2009 | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014 | 2015 | 2016 | 2017 | 2018 2019 2020 2021


9 comentários

Sem imagem de perfil

De AP a 23.10.2014 às 11:36

lamentações de quem vota não há: hoje em dia quem vota é quem tem algo a ganhar com este sistema completamente podre de eleição de membros governativos.

o portugueses reais que sustentam essa maralha toda já não votam em ninguém: ou votam branco, nulo ou não metem lá os pés.
Sem imagem de perfil

De Acredira Siul a 23.10.2014 às 22:09

Ap, quantos têm sido os eleitores (e não são apenas os que vão ao pote) que têm votado sempre nos mesmos e depois se vêem lamentar das injustiças e das promessas eleitorais não cumpridas, e fazem-no como se não tivessem a sua cota parte de responsabilidade. Uma coisa é certa, os votos expressos nesses partidos aparecem lá e não creio que sejam todos de gente rica e remediada.
Tb ajudo a sustentar a cambada, mas não com o meu voto, e cumpro o meu dever de cidadão. Estou de consciência plenamente tranquila em relação ao sentido do meu voto.

Quanto à abstenção, votos brancos e nulos, não será preciso puxar muito pela cabeça para perceber que na medida em que os portugueses se vêm alheando do acto de votar, mais a corrupção e o roubo tem aumentado e instalado. Ou isto não é verdade?!
Os problemas enfrentam-se sem preconceitos, com coragem e determinação, e o que uma boa parte dos portugueses tem feito é virar costas a um problema do País, não grave, gravíssimo. Estão descontentes e desiludidos, mas não agem de forma a impedir que a gatunagem, bem conhecida de todos, ascenda ao poder, antes pelo contrário.
O que conta para muito boa gente, são os comentários de políticos desses partidos, ex-governantes e serviçais ao serviço do poder instalado e do grande capital financeiro especulador, altamente responsáveis pelo que se passa neste País. Não poucas vezes ouvimos pessoas a elogiar comentários dessa gente.
Falta a grande parte do povo português cultura política e independência de pensamento e análise. No antigo regime assim se procedeu e com os seus herdeiros arregimentados nos partidos políticos do arco, a coisa continua, com a comunicação social dominante a tudo fazer para manter o povo na ignorância. Só assim eles conseguem governar-(se), da mesma forma que um pastor mantém o seu rebanho de ovelhas resignadas à sua mercê.

Comentar post



Publicidade


No facebook


Cartoons Família e Desporto






Pesquisar cartoons

  Pesquisar no Blog