Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





O último carro em Lisboa

por Henrique Monteiro, em 16.01.15

carro1.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Anos de Cartoons

2008 | 2009 | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014 | 2015 | 2016 | 2017 | 2018


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Mário João Castro a 16.01.2015 às 08:49

Não adianta buzinar
há que saber sacar
imposto para circular
mas adianta pagar?

Somos privilegiados
na capital a ideia é boa
sermos legalmente roubados
pelo mayor de Lisboa!

Este é o conceito
de menos poluição
pagar de qualquer jeito
o imposto de circulação!

E os buses da carris?
articulados de 95?
e também os táxis?
oh,assim não brinco!

Vou a Lisboa pelo meu pé
e encontro uma portagem
vou ser multado?Ah pois é!
tenho que pagar lisboagem!
Sem imagem de perfil

De Fernando Figueiredo a 16.01.2015 às 09:31

Leis 'porreiras', inventadas por quem não precisa de se preocupar com a compra e manutenção de um carro, pois vive a vida inteira com carro e motoristas pagos por todos nós.

Até parece que somos um país de ricos, todos têm que ter um carro novo.

Cambada de cretinos, imbecis.
Sem imagem de perfil

De zeca a 16.01.2015 às 10:21

realmente, pagar imposto de circulação e não poder circular...
Sem imagem de perfil

De Anonimo a 16.01.2015 às 10:56

Leis? Que legitimidade tem uma lei destas? Que na prática restringe o acesso à capital de pessoas com menos rendimentos?
É nesta direcção que queremos caminhar?
Sem imagem de perfil

De Justiceiro a 16.01.2015 às 11:03

Se estenderem aos aviões, comboios, metro, cacilheiros, veículos do estado e empresas públicas , e autocarros, Lisboa passa a ser a Capital com titmo africano...
Só o Kizomba consegue nso fazer "bombar" !
Sem imagem de perfil

De N Silva a 16.01.2015 às 12:27

É fácil perceber: Os "donos da Europa" têm lá muitos carros (ligeiros, pesados, de todos os tipos) novos a necessitarem de serem vendidos, razão pela qual os "hóspedes" (nós) têm de os comprar.
A problemática ambiental dá cá um jeitão!...
Porque é que o Estado não dá (não pode dar?), sempre que possível, prioridade nas suas aquisições, aos veículos fabricados em Portugal? Porque é que nos concursos para as aquisições de frota para as empresas públicas, está proibido considerar como critério de escolha, o grau de satisfação obtido dos mesmos concorrentes em anteriores aquisições relativamente à qualidade dos produtos e dos serviços fornecidos?
A razão é sempre a mesma: os "donos da Europa" é que mandam e as regras estão feitas à medida dos seus interesses.
Lamento, mas é assim que as coisas se apresentam.
Sem imagem de perfil

De Leunam a 16.01.2015 às 13:42

Qualquer dia, como era na URSS, vamos ter passaporte para ir a Lisboa.
Sem imagem de perfil

De BricoPoupar a 17.01.2015 às 02:29

Hahaha. Muito bom! Descriminação começa a reinar...
Bom fim de semana.
Sem imagem de perfil

De sapotroiko a 17.01.2015 às 11:25

Se fás-favor, um passaporte para Sra: Austeridade % Silva que acredita em milagres,..#$%€-&o

nem de perto nem de longe
notifique descreminação,
para mim é branco ó tinto
desde que não haja poluição.

agora com as economias verdes
os daltónicos e eurosiáticos
ou deslocam-se de mercedes (clase)
(.)ou apanham os eléctricos (econ-verd)

Sem imagem de perfil

De Pedro Nor a 26.01.2015 às 10:57

Regra estúpida que leva a pensar que o Costa em algum familiar no ramo do comércio automóvel. Um jipe moderno polui muito mais do que um Punto antigo... e não é preciso dizer mais nada! Fascistas!

Comentar post



Publicidade


No facebook


Cartoons Família e Desporto






Pesquisar cartoons

  Pesquisar no Blog