Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





O afogamento

por Henrique Monteiro, em 01.08.22

af1.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Anos de Cartoons

2008 | 2009 | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014 | 2015 | 2016 | 2017 | 2018 2019 2020 2021 2022


2 comentários

Sem imagem de perfil

De trouxerato a 01.08.2022 às 16:41

O afogamento começou com o PS a pedir dinheiro aos troikos e parece nunca mais ter fim e agora todos 26 mais um da Europa têm que acudir a crise energética dos alemães masmuita da divida publica é o BP que anda a comprá-laantes do Medina tomar conta dos cofres gordos das finanças as contas da carga fiscal, já João Leão tinha destacado que a diminuição em 7,7 pontos percentuais da dívida pública em 2021, para 127,5% do PIB, é "a maior redução de sempre" e "fundamental para a credibilidade internacional" do paíso BP em fevereiro deste ano sublinhou que Portugal retomou em 2021 a trajetória de redução de dívida pública, interrompida pela pandemia e que foi a maior redução da dívida pública em percentagem do PIB [Produto Interno Bruto]) de sempre e a primeira vez em democracia que a dívida pública se reduziu em valor nominal, tendo diminuído 900 milhões de euros face a 2020"durante a tutela de João Leão, "esta forte redução da dívida pública foi possível devido à forte recuperação da economia portuguesa, à melhoria das contas públicas e à otimização da tesouraria global do Estado", o executivo na altura considerou que "é uma excelente notícia para Portugal": "A retoma da trajetória de redução da divida pública é fundamental para a credibilidade internacional da república e para a confiança na economia portuguesa"de acordo com o Ministério das Finanças, "no atual contexto de normalização da política monetária a nível europeu", este resultado "permite assegurar maior segurança e estabilidade e melhores condições de financiamento para o Estado, para as empresas e para as famílias"no arranque deste ano a divida voltou a subirtambém por se ter andado demasiado tempo sem governo por o presidente ter dissolvido a geringonça antes desta maioria gorda do PS aparecer e tudo isso custou ao país uma fortunadepois veio a guerra da Ucrânia e as bazucas as carradas com gatilho de retorno com Medina sem meios para medir tal impacto para tirar Portugal do grupo das economias com maior dívida publica ao mesmo tempo com o setor energético e alimentar andar a encher os cofres enquanto as famílias apertam cada vez mais o cintosem bazucas comiam werd@ & ainda por cima deram-lhes uma maioriajamé lhes tiram do conforto até ao fim da legislatura sendo uma maravilha do cacete para os cofres da banca e mais alguns que se andem a encher a conta da guerra sem os países envolvidos nelas pertencerem aos 27+1 com toda economia europeia a penar a conta dos alemães burocratas tecnocratas oligarcas etc
Sem imagem de perfil

De MÁRIO JOÃO CASTRO a 01.08.2022 às 20:50

Nem tentes reanimar o zé
muito menos boca-a-boca!
Já nem se aguenta de pé
é muita notícia louca !

Até prefere o afogamento
para o zé tanto lhe faz
na lápide fica o lamento
aqui jaz um bom rapaz !

Sempre pronto para cumprir
impostos, multas, taxas
do "salvador" bem quis fugir
tantas doenças e baixas!

Acabou o sofrimento!
Grande zé sofredor!
Graças ao afogamento
acabou-se a tua dor !!!

Comentar post



Publicidade


No facebook


Cartoons Família e Desporto






Pesquisar cartoons

  Pesquisar no Blog