Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Congestão

por Henrique Monteiro, em 17.11.15

gestor1.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


35 comentários

Sem imagem de perfil

De Fersilva a 17.11.2015 às 07:47

Ele faz tudo menos respeitar a democracia. Aliás, democrata é que ele nunca foi. Não passa de um representante da direita e o mentor da defunta paf.
Sem imagem de perfil

De Jorge a 17.11.2015 às 09:04

Pode crer!
O problema é que ainda temos que o aturar pelo menos até Abril!
Sem imagem de perfil

De Miguel Antunes a 17.11.2015 às 09:30

Considero este o melhor presidente que Portugal já teve, desde o 25 de Abril!
Sabe mais a dormir do que os outros acordados e a tomar cafés fortes...
Quase que apostava (se fosse eu, é o que faria de certeza absoluta!) que vai empossar um governo de gestão, até que venham novas eleições e, aí, serão os próprios portugueses a chutar o Costinha do Castelo mais a sua tropa fandanga de meninas histéricas para o canto esquecido da história que nunca houve!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.11.2015 às 09:34

Apoiado!
Sem imagem de perfil

De OLP a 17.11.2015 às 10:33

É por isto que uma parte dos portugueses considera que, o 25 de Abril de 1974 foi muito sereno!
Para alguns, democracia significa haver "escolha" pelos mesmos de sempre. Quando essa "escolha" falha, ai Jesus que é preciso ir a votos de novo.
As eleições que vos calham bem, são aquelas à moda do botas bafiento.
Sem imagem de perfil

De FS a 17.11.2015 às 10:38

A soma de três derrotados não dá um vencedor!!!!!!!
Sem imagem de perfil

De OLP a 17.11.2015 às 10:45

Não foi o que vimos na A.R.!
Sem imagem de perfil

De FS a 17.11.2015 às 10:53

Antes um governo de gestão que um governo ladrão apoiado por um parlamento aldrabão .
Sem imagem de perfil

De OLP a 17.11.2015 às 11:02

Ó FS, já contribuí bastante para esse peditório.
Vai apanhar na peida!
Sem imagem de perfil

De FS a 17.11.2015 às 15:09

É típico da escumalha de esquerda: trauliteiros e ordinários.
Sem imagem de perfil

De Miguel Antunes a 17.11.2015 às 13:18

Já começo a estar um pouco cansado de responder às tuas questões sem pés nem cabeça mas, "prontos", cá vai...
Que eu me recorde, essa história do "ai Jesus que é preciso ir a votos outra vez", só aconteceu uma vez! Sabes quando? Quando a esquerda perdeu o referendo de 1998 sobre o aborto e "quis ir a votos" outra vez em 2007... E, até, informou antecipadamente que, se perdesse, iria provocar referendos até que as ganhasse. Lembras-te? Se calhar não...
Já sobre as eleições à "botas não-sei-das-quantas" ( por acaso até te deves estar a referir ao único verdadeiro estadista que Portugal teve nos últimos séculos, mas enfim...), tu, se calhar, preferias as "eleições" do Stalin bigodudo, não? Bem, nessas, tinhas uma grande vantagem: sempre podias ir fazer uma comemoração dos resultados lá para os paraísos siberianos...
Sem imagem de perfil

De OLP a 17.11.2015 às 15:02

Trata-te. Mas terás que recorrer a um especialista, porque eu não sou psiquiatra!
Sem imagem de perfil

De FS a 17.11.2015 às 15:17



Trauliteiro ordinário. Labrego social-fascista.
Sem imagem de perfil

De Miguel Antunes a 17.11.2015 às 18:11

Mas é claro que não és psiquiatra... Para isso, seria preciso teres mais que dois neurónios, o que não é o caso.
Tu és só parvinho!
Nada mais que isso...
Sem imagem de perfil

De FS a 17.11.2015 às 11:01

Apoiado. Seria a resposta indicada aos críticos intelectualmente desonestos que fizeram do "Tiro ao Cavaco" o desporto favorito dos últimos 10 anos.
Sem imagem de perfil

De Alguém a 17.11.2015 às 11:37

É tão triste ver a maneira como o cidadão olha para a Democracia e para um processo democratico como as eleições.
PORTO VS BENFICA! Infelizmente para a maioria do cidadão, que denote-se a continuação dos 3 F's , isso não é o caso.

As eleições não são jogos de futebol onde a claque aplaude os seus jogadores e insulta os adversários.
As eleições não são corridas ou maratonas, pois na DEMOCRACIA os vencedores não são INDIVIDUAIS, são seres COLECTIVOS.

Posto isto, penso que o cidadão deve ponderar SEMPRE que fala da democracia, deve conhece-la e respeita-la.

Quem ganha nas eleições é o cidadão. O cidadão elegeu os deputados que pretende que o representem! É uma realidade factual. Agora essa conversa do "Ai, vamos a outra corrida porque da proxima vez ganho eu!", "Ai fizeste batota ao chegar à meta."

É isto pessoal, a realidade bem sabemos que diverge de pessoa para pessoa MAS também é escusado distorce-la tanto. Porque começa a ficar um cenário triste. Realmente triste
Sem imagem de perfil

De Miguel Antunes a 17.11.2015 às 12:50

Tirando o pormaior de o que aqui dizes ser uma daquelas conversas palisseanas, até assino por baixo...
A gaita toda, é que, primeiro, as eleições podem não ser a melhor coisa da democracia, mas não conheço melhor opção.
Segundo, a questão da "insistência até o nosso ponto de vista ser vencedor" não foi o que fez a esquerda, por exemplo, com o referendo ao aborto em 2007, depois do mesmo ter sido negado em 1998? Já vi que isso é interessante, mas é só quando nos convém...
Terceiro, desde quando, no futebol ou noutra coisa qualquer, o 2º, 3º e 4º lugar juntos, dão direito a toque de hino e a ganhar a medalha de ouro, passando por cima do 1º?
Por último, mas não menos importante, eu tenho a certeza absoluta (porque, para mim, isso é um déjà vu...), que estes patetas do PS vão para o governo (ainda por cima um que está colado com cola cuspo) e isto vai ser um regabofe dos antigos, com um distribuir de dinheiros à fartazana e, depois, lá teremos nós que andar a apertar o cinto mais uns anitos outra vez. Como sempre!
Até parece a fábula da cigarra e da formiga...
E, como também nesse conto, seria caso para a formiga (toda derreada e cheia de trabalho) responder à cigarra quando esta a informou que ia de férias para Paris:
- Se, por qualquer acaso, por lá encontrares o La Fontaine, manda-o para a p.t. que o pariu, sim?
Sem imagem de perfil

De OLP a 17.11.2015 às 15:11

Á força de argumentares tantas vezes o "referendo ao aborto em 2007"
digo-te duas coisas:
1º Entre o primeiro e o segundo referendo à despenalização do aborto em Portugal, decorreram quase 9 anos, e não 2 meses apenas.

2º Se o referendo à despenalização do aborto em Portugal, tivesse sido aprovado muito antes, tu não andavas por aqui a dizer disparates!
Sem imagem de perfil

De Miguel Antunes a 17.11.2015 às 18:05

Bem, se decorreram 9 anos, já é "politicamente correcto"! É isso, não é? Vale...
Se o aborto tivesse sido aprovado anos antes eu não andaria por aqui, também é isso? Vale...
Já agora, e tu? Andarias? Ou essa tua teoria, como a do "forçar as eleições", só é válida para os outros? Fazes-me lembrar o Goebbels: queira uma raça perfeita e ele era... coxo!
Se tu não tens nada de inteligente ou de útil para dizer, porque é que não desamparas a loja e deixas de conspurcar a água que a gente bebe?
Sem imagem de perfil

De Alguém a 17.11.2015 às 16:54

" Aqui é o lugar onde todo o fraco faz força e onde todo o forte se caga".
Mas Portugal NÃO é uma Sanita.
Não é a alimentar egos que se evolui a condição de estabilidade de um país. Não é com "clubismo" que lá se chega. Eu sempre achei que em convergência uns com os outros se vive em sociedade. A "Policromia" de ideias e ídeais é uma coisa boa. Um bom Gestor responsabiliza os seus empregados não os privatiza.
E a indigitação de um governo nada tem a ver com uma questão da realidade da vida social humana como o Aborto, da vida pessoal (individual) de cada cidadão. Além da diferente mentalidade social que tens Hoje (2015) com a que tinhas em 98, simples facto.
E como disse à pouco, também não há comparação com um jogo de futebol! Não há 1º, 2º. 3º ou por aí adiante. Há escolhas entre posições Democraticas que ficam mais fortes ou mais fracas, dependendo do TEU Livre Arbitrio. E ai essas posições Democraticas convergem entre si, tentando fazer juz ao teu livre arbitrio, na escolha que, por ti feita e pelos livres cidadão, tomada.
Essas convergências trazem encargos. Agora falta ver se são positivos ou não! Mas não fiques indiferente à mudança. A diferença está na realidade que se quer abraçar pois como sabemos, a realidade é relativa mas, não podemos distorce-la a esse ponto. Podemos, pois somos dotados de pensamento, mas é por essa mesma linhagem de pensamento que convergimos para sermos o Animal Social de hoje.

Como dizia o Primo Darwin " Não é o mais forte nem o mais inteligente que sobrevive, mas o que melhor se adapta à mudança." Os tempos mudaram e tu? Persistente como uma fraga.

Abraço
Sem imagem de perfil

De Miguel Antunes a 17.11.2015 às 17:37

Da mesma forma que a tua primeira intervenção era, basicamente, uma "palisseada", esta é, também genericamente, uma simples tergiversação sobre o mesmo tema...
Vamos a ver;
- Não foste tu que falaste, no início, do Porto vs Benfica? Ou terei sido eu? Agora é que te lembraste de que não é a mesma coisa?
- O que é que a escatologia tem a ver com o (ou os...) assuntos de que estamos aqui a falar? Assim como as frases brejeiras "casabanhistas", por muita piada que tenham?
- Evidentemente que eleições não é o mesmo que referendos, nem 2007 é o mesmo que 2015, apesar de não haver muita diferente temporal. De qualquer modo é o único exemplo que temos de alguém "forçar" eleições até obter o resultado que pretende... Se te recordares, esse era um dos temas centrais da tua intervenção, não era?
- Será difícil encontrares alguém mais adaptável e atento a mudanças do que eu, posso-te afirmar e garantir.
Assim, teorizações avulsas e gongorismos à parte, eu ACHO que o PR vai empossar um governo de gestão e, depois, os portugueses "tratarão" do resto. E sabes como é que eu sei? Porque seria exactamente isso que eu faria!
Sobre o Darwin, sabes que ele, nos últimos 20/30 anos é muito questionado nos meios académicos/científicos? Daqui a mais 20 ou 30 fará parte, conjuntamente com o "nosso" Egas Moniz, daquele naipe de "deficiente análise da excelência"!
Na "pintura global" que teces, assino por baixo...
Abraço.
Sem imagem de perfil

De Alguém a 17.11.2015 às 19:05

Aprecio a tua maneira voraz de tentar abater um raciocinio mas, é como disse previamente, Por maior que seja a tua razão e sentido de realidade, não nos podemos esquecer que há um a realidade colectiva e é com essa que se joga. QUanto ao Futebol, não sei se reparaste no "sarcasmo" com que escrevi essas palavras pois o que te queria dizer é exactamente que Não podes comparar um CLUBE com um GOVERNO. Um acto eleitoral nao pode ser comparado!
E que treta de conversa é de forçar resultados? A santa casa também já tem apostas para isso, esquemas? Não. Respeita o voto exercido. Respeita quem nós (cidadãos) decidimos colocar no Parlamento. Votaste em alguem com quem revês as tuas posições (minimamente), esse alguém vai (assim se espera) honrar tal posição. Se lá estão foi porque os escolhemos! Talvez a unica comparação com o jogo será no facto de querem uma revisão constitucional, UNICA E EXCLUSIVAMENTE, porque querem eleições novamente. . O que está em jogo não sao egos, não são pretensões pessoais, não são tachos.

O que está em jogo é a realidade de Milhões de Portugueses, o que está em realidade é o equilibrio da sociedade Portuguesa Antunes. A indigitação de um governo de gestão é a atitude mais vergonhosa que alguém podia fazer. E esse alguém não sou eu. A maquina está bem oleada eu sei, dizes tu que quem pensa além é retrograda num futuro. E eu tenho receio que esse futuro nos caia nas costas. Nas costas de todos nós, por causa de caprichos de pretenciosos só para manter o orgulho. Parece o ideais transmitidos aos militares vietnamitas para correrem contra as balas dos americas
Sem imagem de perfil

De Miguel Antunes a 17.11.2015 às 21:37

Sem querer ser deselegante (não é essa, realmente, a minha intenção), parece-me que te debates com alguma confusão na tua cabeça...
Vamos a ver;
- Achas que é com a realidade colectiva que se joga, mas estarás a esquecer-te que essa realidade é a soma das realidades individuais? Um bocadinho ao exemplo dos fratais...
- Mas cabe na tua cabeça que alguém pretenda fazer uma revisão constitucional, ÚNICA e EXCLUSIVAMENTE por querer eleições novamente? Tenho a certeza que não acreditas nisso, até porque essas "pretendidas" eleições de que falas, acabarão por se tornarem inevitáveis após uns meses de governo de gestão. De forma clara ou "forçada", será sempre isso que se irá verificar.
- O futuro vai-te, sempre, cair nas costas! Se for após um governo de gestão, vai-te cair só nas costas. Se for após um governo socialista, esse futuro vai cair-te nas costas e na CARTEIRA!
- Se tu achas um governo de gestão uma vergonha, eu não acho! Vergonha, chamo eu a alguém querer ir governar sem ter ganho eleições nenhumas! Vergonha, acho eu, é alguém querer ir para o 1º lugar, tendo ficado em 2º (a tal analogia aos clubes....)! Vergonha, acho eu, é que quem não teve capacidade para gerir bem a Câmara de Lisboa, tenha a presunção de o querer fazer no país inteiro. Vergonha, acho eu, é alguém que pertença ao partido que "deu" à democracia portuguesa o político mais vigarista, corrupto, mentiroso e ladrão que este país teve após o 25 de Abril, e que o deixou em completa "falência técnica", se comporte como se isso nunca se tivesse passado nem acontecido.
Sobre os vietnamitas, isso terá que ficar para outras marés...
Saudações!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.11.2015 às 23:41

Oh Antunes, eu até que consigo respeitar o que queres transmitir mas, de maneira alguma entender. Talvez tenha o cérebro realmente a decair mas, a conversa proferida pela PAF à 2 semanitas, mais concretamente pelos Sr. Irrevogável, e passo a citar, parcialmente " Marquemos eleições outra vez, nós contra vocês todos e vemos quem ganha!" Eu se não soubesse quem eram quase que depreendia que alguém tinha perdido no jogo da Malha. hehe.

E o que eu te dizia como realidade colectiva, trata-se apenas de pôr em prática esses pontos de convergência que mencionei previamente. Ideias diferente com pontos comuns, convergem nesses pontos. Se esses pontos forem suficientemente forte para transmitir segurança e estabilidade é arrancar para a frente. Agora manter a cabeça na Areia, Fugir para a Madeira e andar a encher os mercados, especulativos pela negativa, de ideias de retrocesso, nunca são maneiras de avançar.
Queres perder tempo em Gestão, quando não há tempo? Já por 2 vezes li as tuas previsões e questiono-me. COmo podes ter uma certeza tão laminada? Partilha comigo pois assim acabavam já as demagogias e todas as incertezas.

Triste triste é manter esta rota de colisão, manter o capitão e continuar a olhar para o chão. E sim, esta revisão constitucional que o PAF que instalar, é PRINCIPALMENTE para poder dissolver o parlamento muito mais cedo. Pergunto-lhe, já que consegue fazer previsões irrisórias sobre o hipotético futuro, se a PAF tivesse então ganho com maioria, lembrar-se-ia de tal "necessária" mudança?
E continuar a culpar 3ºs também não vale muito a pena. Tu também sabes que essa não é a verdade. Mau é ter um velho desalmado, um puto mimado e um revoltado no poleiro. Isso é que é mau, continuar a levar com fagulhas acesas nos olhos e dizer que está fresco. Quantas e quantas atrocidades vão estes governos e este governo mantendo e fazendo para "Alimentar familiares"? Vistos Gold, investimentos e desinvestimentos bancários e muitas mais tretas que todos sabemos.

O que defendo é que nós não estamos obrigados a levar esta vida para sempre, temos o direito de pensar fora da box e idealizar algo mais. Seja em Portugal, seja na Europa
Sem imagem de perfil

De Miguel Antunes a 18.11.2015 às 17:56

Boa tarde...
Vais-me desculpar mais uma vez, mas parece-me que tens sobre este assunto umas ideias circulares, das quais tens imensas dificuldades em sair!
De qualquer modo, para eu próprio não entrar nesse remoinho, e como já explanaste o teu ponto de vista e eu o meu, será melhor ficarmos por aqui no que concerne a este tema.
Eu até te podia explicar onde se "apoia" a minha opinião mas, aí, tu e outras pessoas como tu, viriam logo com a velha "teoria" de "pronto lá está ele a puxar dos galões...", o que não é, de todo, o que eu pretendo!
Também de podia explicar que a "fuga para a Madeira" e outras figuras de retórica que usas, em vez de negativas, como tu as conotas são, bem pelo contrário, inteligentemente usadas por todas as "raposas" que há no mundo, sejam da política, do empresariado, das artes ou de outra qualquer actividade... Quem tem esperteza, maturidade e experiência, é isso que faz. Inventa tempo para pensar e para que os outros se preocupem e se enervem.
Já os mercados, mais o que chamas de "incertezas", repara que, hoje, foi colocada dívida soberana a juros negativos. As pessoas têm confiança em Portugal. Neste momento e COM ESTE GOVERNO! Nunca com o governo do "cuspo"!
De qualquer modo, reitero-te a minha ideia de que já gastámos cera demais com este assunto.
Sorte!
Imagem de perfil

De mouramiguel a 17.11.2015 às 16:40

Apoiado!!!
Sem imagem de perfil

De semnome a 17.11.2015 às 09:48

LOL
Sem imagem de perfil

De Luis a 17.11.2015 às 10:00

24% dos eleitores votaram nesta pessoa manhosa e anti democrática. Se for preciso acabar com um estoiro antes de ir embora ele acaba.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 17.11.2015 às 10:30

Ó snr. Luís, vaso ruim não quebra. Concordo que só mesmo por estoiro.
Morre tanta gente que faz tanta falta e deste, que só exista para a defunta paf , Migueis Antunes e pouca companhia, não se lembra a cegadoura.
Sem imagem de perfil

De Zé Pagante a 17.11.2015 às 10:55

Morre tanta gente boa e há escumalha que nada lhe acontece, este é um deles.
Sem imagem de perfil

De toxê a 17.11.2015 às 15:25

! Um òVó !
O professor "Martelo" candidatou-se ao lugar e logo criticou sua ex: Presidente da República por excluir PCP e BE de uma solução estável para o País e recordou que Portugal não pode recuperar a bipolarização entre portugueses bons e maus, com excluídos no acesso ao poder...

Isto é que é democracia(...)contando tratar-se o abstencionismo uma sondagem sem contar com a bipolarização do R. Rio,

Viva a democracia, todos por um presidente e não, um presidente para todos.(2*volta)

A poucochinho vamos todos sabendo a factura que chega sermões além Bruxelas e aos juros de congestôes sucessivas,.. farta de desmaios, sua ex:
Sem imagem de perfil

De Sim Senhor!! a 17.11.2015 às 11:03

APOIADO!!
Sem imagem de perfil

De Janita a 17.11.2015 às 14:15

Não vejo razão para tanto alarido! Até o governo de Sócrates esteve em gestão!

Quem vai ter uma valente congestão vai ser o Costa, quando a bolinha e a foice lhe começarem a martelar no estômago!
Sem imagem de perfil

De José Gabriel Ávila a 17.11.2015 às 15:10

CS está a gerir com segurança esta tentativa de PEC (= Processo de Esquerdização em Curso), com o claro objetivo de, a bem de Portugal, a tralha socrática não regressar ao poder, ainda por cima depois de ter sido derrotada, copiosamente (não um poucachinho), nas urnas!

Não faz sentido, realmente, que o PR, sendo eleito para um mandato de 5 anos, fique privado da sua mais emblemática competência, nos últimos 6 meses de mandato!

Estou certo que já teria convocado eleições se o pudesse fazer!

P. S. O Henri não gosta nada de CS, mas, uma vez por outra, deveria disfarçar.

Comentar post



Publicidade


No facebook





Pesquisar cartoons

  Pesquisar no Blog

Anos de Cartoons

2008 | 2009 | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014 | 2015