Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O fim da tourada

por Henrique Monteiro, em 25.09.11

Publicado em SAPO Notícias

Autoria e outros dados (tags, etc)


9 comentários

Sem imagem de perfil

De mi a 25.09.2011 às 11:31

Expressivo cartoon, parabéns.
Convenhamos, por muito que discorde das touradas, não posso deixar de dizer que até são inócuas, se as comparamos com toureiros que nos governam e fazem muito mais sangue... Temos que deixar de ser mansos!
Sem imagem de perfil

De Tiago Lopes a 25.09.2011 às 16:12

só achei mal usar os forcados neste cartoon, porque estes são os únicos que enfrentam o touro "mano a mano" sem qualquer tipo "arma" e mais uma coisa... sem receberem nada... se é contra as touradas devia ter usado no cartoon os cavaleiros....
Sem imagem de perfil

De arco iris a 25.09.2011 às 22:41

Muito BOA Tiago.
E vê-se que são forcados "passados". Os forcados NÃO SÃO isto.
H.M. porque não se "atirou" ao cavaleiros ?? são os que tem mais vantagem em frente ao toiro, e que ganham mais. abç.
Sem imagem de perfil

De troLOLol a 25.09.2011 às 17:29

Há 3 tipos de pessoas: 1) quem gosta de ver touradas; 2) quem não gosta que se espete o animal até à morte em público; 3) as loiras (sejam loiras ou não) que não têm opinião sobre o assunto, só querem é saber quem saíu da casa das put... dos segredos.

Eu acho que deviam usar algo atado ao lombo do touro para que os toureiros espetassem nesse objeto em vez de espetarem o touro.

Assim podiam os 1ºs ficar contentes com a continuação do seu espetáculo e os 2ºs ficarem contentes por não haver sangue nem tortura do animal tão cruel.

Só que aqui entra a estupidez: é que os do grupo 1) não aceitam que se introduza essa proteção no animal pois é gente que gosta de ver o sangue fazer parte da tourada; e os do grupo 2) querem é protestar na entrada das praças não a favor dessa inovação, mas contra a tourada toda e gostam de insultar e chamar ignorantes ao quem gosta de tourada.

É como o conflito entre Israel e Palestina: a solução é simples, mas como a estupidez fala mais alto de ambos os lados, não há entendimento!

É que a maioria das pessoas até podem geneticamente fazer parte de uma raça superior: os humanos - mas a nível de mentalidade continuam a ser bichos que não conseguem compreender que para haver entendimento, ambos os lados (seja no que for) têm de fazer compromissos e aceitar coisas que não gostam, mas que no final do aperto de mãos são sacrifícios pontuais que valem a pena pela melhoria do quadro geral.
Sem imagem de perfil

De santos a 26.09.2011 às 13:18

As touradas, como tudo na vida tem coisas más e coisas menos más!

Não me parece que fazer sofrer uma animal só porque isso dá gozo a uns tantos, seja uma acção civilizada!

Porém, há nas lides tauromaticas algo de menos mal e até digno de ser visto!

Quando um toureiro enfrenta o touro com a sua capa, podendo utilizar uma espada ou pau que só servirão para segurar capa, então isso não será de todo condenável!

Quando uns rapazes enfrentam o touro com muita coragem só para demonstrarem essa mesma coragem, também não será de todo condenável!

Mas quando alguém ESPETA ferros na BESTA que sofre como qualquer ser humano, então isso torna o ser humano naquilo em que que ele espeta!

Fazer sofrer por prazer, mesmo sendo esse ALVO um ANIMAL NÃO RACIONAL, é deveras indigno de ser paraticado por quem pretenciosamente se diz ser um ser humano inteligente!

Claro que não somos nem pensamos todos igual, mas as excepções são demasiado aberantes e sem sentido que até fazem doer!
Sem imagem de perfil

De Manuel Norberto Baptista Forte a 26.09.2011 às 15:23

Sem alimentar polémicas, mas referindo-me tão sómente ao teor do cartoon, penso que o mesmo para quem discorde deveria ser mais abrangente e não focalizar só tal espectáculo na forcadagem.
Enfim, eu e muitos mais certamente também gostam de uma boa cabidela, "regada" regradamente com verde tinto...
Sem imagem de perfil

De DB a 26.09.2011 às 16:57

Este assunto não é tão simples como o Henrique o expõe nem como os comentários que aqui surgem.
Primeiro, não sei se sabem mas este tipo de bicho (Toiro bravo) apenas é criado para a tourada, caso contrário seria uma raça há muito extinta pois não é o animal mais rentável para se comercializar nem a sua carne, a mais procurada. Um bom Charolês vale muito mais que um touro! Assim, o Toiro Bravo entra automaticamente na lista dos animas (como as galinhas, os perus, o porco) que o homem cria há seculos para seu "beneficio" e "usufruto" que faz nascer, monotoriza e mata quando quer e como quiser. Não vejo ninguém interceder pelo porco nem pelas galinhas. ´

Eu, falando por mim, adoro animais, tenho cães, gatos, peixes. Até uma mosca tenho dificuldade em matar. O animal que mais adoro e tenho mais respeito é o toiro bravo. Aterroriza-me da mesma forma que me fascina! A imponência, a sua bravura, o seu caracter... Mas nasci no Ribatejo, e não consigo explicar porque razão quase todos os meses sonho com touros, porquê é que as minhas brincadeiras quando pequeno eram de brincar aos toiros, forcados e toureiros. Gosta-se da tourada da mesma forma que se gosta de um clube... não conseguimos explicar o porquê desta "devoção" mas ela está lá sempre presente! E eu até concordo que é uma forma muito de má de tratar um animal, concordo que é sadico, que é cruel... mas não me conseguem tirar esta paixão!
Dificl de perceber? Pois é...
Não me peçam para mudar a minha opinião pois eu também não ando aqui nos foruns a pedir que gostem de touradas!
Sem imagem de perfil

De carneiro a 29.09.2011 às 23:04

a coçadela nos ditos, a profundidade do remate argumentativo e a cuspidela definem a profun (deza)didade da alma tuga.

(sou aficcionado)





Comentar post



Publicidade


No facebook





Pesquisar cartoons

  Pesquisar no Blog

Anos de Cartoons

2008 | 2009 | 2010 | 2011 | 2012 | 2013 | 2014 | 2015